Rss

  • youtube

Archives for : youtube

Canal no YouTube explica os indicadores sem usar o ‘economês’

Estadão, Radar Econômico, por Yolanda Fordelone

De forma didática e engraçada, Econoweek traz aos sábados a explicação de um indicador econômico importante da semana

econo

 

Na maioria das semanas, a agenda econômica se restringe ao período entre segunda e sexta-feira. No sábado, é o momento de entender os indicadores que foram divulgados. Essa é a proposta da dupla de economistas César Esperandio e Étore Sanchez, que todos os sábados, de forma descontraída e sem usar a linguagem “economês”, tem divulgado vídeos no canal do YouTube Econoweek comentando um indicador ou fato econômico importante da semana.

A intenção, conforme explica Sanchez, é alcançar pessoas que veem a economia como algo chato. “Nós esperamos atingir um público que tem contato com a vasta informação, inclusive jovens, que é interessado e curioso, mas que vê o tema economia como algo muito complexo e inacessível”, diz. Além disso, o objetivo também é atrair quem não tem tanto interesse assim, por achar o tema algo distante da sua realidade. “Tentamos sempre mostrar o impacto dos acontecimentos no bolso do espectador.”

Os economistas, que durante a semana trabalham em uma renomada consultoria do mercado, no sábado tiram a gravata, colocam os óculos escuros e falam de maneira simples diante das câmeras. Os temas abordados são os mais diversos possíveis. No canal, já foram explicados assuntos como inflação, dólar, taxa Selic e outros. Em um dos últimos vídeos, o desemprego foi o foco. Confira:

Ex-alunos Alvaristas lançam noticiário semanal de economia

FECAP, por Patrícia Basílio

Vídeos do Econoweek abordam temas atuais de forma descontraída e didática

Escrever ou falar sobre o noticiário econômico de forma didática e despojada é um desafio até para os melhores jornalistas. Mas para os economistas César Esperandio, de 25 anos, e Étore Sanchez, 29, essa barreira foi ultrapassada há dois meses, quando lançaram o Econoweek, site de notícias semanais de economia no formato de vídeos.

Extrovertidos e articulados diante das câmeras, os jovens se formaram na mesma turma de Economia na FECAP em 2012 e também trabalham juntos em uma renomada consultoria paulista.
Para elaborarem o piloto do projeto, os profissionais chegaram a um diagnóstico a respeito da própria profissão. “A maioria dos economistas não mastiga as informações para quem não domina o assunto. Preencher essa lacuna tornou-se nosso foco”, afirma Esperandio.

Em dois meses, o Youtube do Econoweek contabilizou 1.000 inscritos, um número “acima das expectativas” dos economistas. “Nosso objetivo é dedicar cada vez mais tempo ao site para que ele gere resultados ainda melhores”, conclui Sanchez.

Matéria completa aqui.