Rss

  • youtube

Archives for : EW na Mídia

Econoweek na TV

Debate, Programa Diferente, TV Aberta SP

Política + Economia: o #‎ProgramaDiferente entrevista os criadores do polêmico site jornalístico Brasil 247 e do bem humorado canal Econoweek.

No debate, outra novidade: o Econoweek, canal de vídeos no Youtube lançado por dois jovens economistas, César Esperandio e Étore Sanchez, que se propõem a traduzir o economês das notícias da semana com bom humor e didatismo.

A entrevista foi ao ar em 12/07/15 as 21h30 na TV Aberta SP, canal 9 da NET e 186 da VIVO.

Alunos de escola pública têm desempenho igual de particulares

Quem Inova, Catraca Livre

Dois economistas, César Esperandio e Étore Sanchez, fundadores do Econoweek (canal do Youtube que aborda a economia de maneira mais simples e bem humorada) e que trabalham em uma renomada consultoria brasileira, fizeram um estudo que aponta que o desempenho dos 30 melhores alunos das escolas públicas tiveram nota média do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) equivalente à nota média dos 30 melhores alunos das escolas privadas cuja mensalidade é de R$ 900.

O estudo se iniciou a partir dos dados detalhados do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas) sobre o desempenho médio dos alunos das escolas Enem e dos dados de preços das mensalidades por escola da cidade de São Paulo, divulgados pelo Datafolha.

Primeiramente os economistas cruzaram as notas médias das escolas com os preços das escolas e a conclusão foi que o desempenho dos alunos de escolas públicas é pior do que o de escolas particulares e quanto maior a mensalidade, maior a nota média da escola… (continuar lendo)

Capturar

Canal no YouTube explica os indicadores sem usar o ‘economês’

Estadão, Radar Econômico, por Yolanda Fordelone

De forma didática e engraçada, Econoweek traz aos sábados a explicação de um indicador econômico importante da semana

econo

 

Na maioria das semanas, a agenda econômica se restringe ao período entre segunda e sexta-feira. No sábado, é o momento de entender os indicadores que foram divulgados. Essa é a proposta da dupla de economistas César Esperandio e Étore Sanchez, que todos os sábados, de forma descontraída e sem usar a linguagem “economês”, tem divulgado vídeos no canal do YouTube Econoweek comentando um indicador ou fato econômico importante da semana.

A intenção, conforme explica Sanchez, é alcançar pessoas que veem a economia como algo chato. “Nós esperamos atingir um público que tem contato com a vasta informação, inclusive jovens, que é interessado e curioso, mas que vê o tema economia como algo muito complexo e inacessível”, diz. Além disso, o objetivo também é atrair quem não tem tanto interesse assim, por achar o tema algo distante da sua realidade. “Tentamos sempre mostrar o impacto dos acontecimentos no bolso do espectador.”

Os economistas, que durante a semana trabalham em uma renomada consultoria do mercado, no sábado tiram a gravata, colocam os óculos escuros e falam de maneira simples diante das câmeras. Os temas abordados são os mais diversos possíveis. No canal, já foram explicados assuntos como inflação, dólar, taxa Selic e outros. Em um dos últimos vídeos, o desemprego foi o foco. Confira:

Ex-alunos Alvaristas lançam noticiário semanal de economia

FECAP, por Patrícia Basílio

Vídeos do Econoweek abordam temas atuais de forma descontraída e didática

Escrever ou falar sobre o noticiário econômico de forma didática e despojada é um desafio até para os melhores jornalistas. Mas para os economistas César Esperandio, de 25 anos, e Étore Sanchez, 29, essa barreira foi ultrapassada há dois meses, quando lançaram o Econoweek, site de notícias semanais de economia no formato de vídeos.

Extrovertidos e articulados diante das câmeras, os jovens se formaram na mesma turma de Economia na FECAP em 2012 e também trabalham juntos em uma renomada consultoria paulista.
Para elaborarem o piloto do projeto, os profissionais chegaram a um diagnóstico a respeito da própria profissão. “A maioria dos economistas não mastiga as informações para quem não domina o assunto. Preencher essa lacuna tornou-se nosso foco”, afirma Esperandio.

Em dois meses, o Youtube do Econoweek contabilizou 1.000 inscritos, um número “acima das expectativas” dos economistas. “Nosso objetivo é dedicar cada vez mais tempo ao site para que ele gere resultados ainda melhores”, conclui Sanchez.

Matéria completa aqui.

Novo canal do YouTube explica a economia de forma simples e divertida

Guia do Estudante, Blog Divirta-se Estudando, por Carolina Vellei

Professores de cursinho e do ensino médio pedem para que quem esteja estudando para o vestibular preste atenção a, pelo menos, três partes dos jornais: o editorial, o caderno internacional e o caderno de economia. Para ficar por dentro das atualidades, essa era a recomendação na minha época (que fique registrado aqui, não faz muito tempo isso! ;) ). Mas quem consegue ler e entender o que está escrito nas notícias de economia? São tantos conceitos (superávit, déficit, recessão…) e siglas (IPCA, IGP-M, PIB…) que é muito complicado acompanhar… Bom, complicado, até agora!

A dica do Divirta-se dessa semana é “Econoweek”, um novo canal no YouTube que explica de forma simples e divertida os principais acontecimentos da semana na área de economia. Étore Sanchez, um dos criadores do canal, conta que tudo começou quando ele e o seu amigo César Esperandio (o outro fundador) perceberam o quanto era chato para o grande público ouvir falar de economia, seja no jornal, na TV ou mesmo em conversas entre amigos. Formados em Ciências Econômicas e atuando diretamente no mercado financeiro e de consultoria, resolveram provar que é sim possível falar disso sem complicação.

“Apesar de o tema ser importante – para o bolso ou para não ser enrolado por aí – as notícias ainda são transmitidas de maneira maçante e complicada”, diz Étore. No canal já tem vídeos sobre a alta do dólar, sobre o PIB (Produto Interno Bruto), sobre inflação e mais um monte de assuntos que valem a pena serem entendidos não só para o vestibular, mas para a vida mesmo.

Confiram abaixo o vídeo mais recente da dupla:

Matéria completa aqui.